uso da tecnologia na educação especial

Práticas tecnológicas na educação inclusiva nas escolas6 min read

A tecnologia assistiva foi criada com o intuito de auxiliar indivíduos com os mais variados tipos de deficiência — desde problemas cognitivos até deficiências motoras. O uso da tecnologia na educação especial é um meio efetivo de progresso para muitas crianças, pois elas geralmente experimentam um melhor desempenho quando podem utilizar suas habilidades para trabalharem suas dificuldades.

A tecnologia assistiva é definida como qualquer equipamento ou sistema que ajude alguém a superar ou ultrapassar alguma barreira específica decorrente de sua deficiência. Tal tecnologia obviamente não tem o poder de cura, mas pode auxiliar uma pessoa com necessidades especiais a potencializar suas forças e demonstrar suas habilidades.

Um exemplo disso é um aluno que tenha dificuldade de ler, porém tenha uma boa audição, podendo se beneficiar de livros em áudio. Além disso, a tecnologia assistiva pode desenvolver na criança a autoconfiança e o senso de independência, fatores muito importantes para pais, professores e alunos.

Saiba como o uso da tecnologia na educação especial beneficia os alunos

De acordo com o Censo Escolar de 2018, realizado pelo Inep — Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira —, de 2014 a 2018, o número de alunos com necessidades especiais incluídos em sala de aula comum passou de 87,1% para 92,1%.

Segundo o MEC — Ministério da Educação —, essa inclusão é possível graças ao apoio da tecnologia em sala de aula, que conta com recursos multifuncionais, além do espaço físico adequado e professores capacitados. Um dos recursos disponíveis é a impressão de materiais em Braile para alunos com deficiência visual.

O Enem — Exame Nacional do Ensino Médio — também utiliza a tecnologia para beneficiar os alunos com necessidades especiais. Desde 2018, quem faz o exame pode contar com a Plataforma Videoprova em Libras, que facilita o acesso às provas para os alunos com deficiência auditiva.

Conheça tecnologias que auxiliam na educação de alunos com deficiência visual

Existem uma série de ferramentas que podem ser utilizadas como uma forma de facilitar a vida das pessoas portadoras de deficiência visual e permitir que elas participem de diversas atividades e tenham melhor qualidade de vida. Confira algumas delas, a seguir.

Braille Fácil

Trata-se de uma ferramenta gratuita e produzida pelo MEC, que transforma textos convencionais em Braille, além de permitir a impressão em Braille.

Dosvox

O Dosvox é um sistema de computação que permite aos deficientes visuais utilizar um microcomputador comum para trabalhar e estudar de forma independente.

O programa é distribuído gratuitamente e disponível em versões para Windows e Linux, no qual também recebe o nome de Linvox.

Jaws — Job Acess With Speech 

É um software leitor de tela, desenvolvido pela empresa Freedom Scientific para a plataforma Windows. O sistema permite a leitura do texto na tela tanto por meio de uma saída de voz, quanto em Braile. É ideal para leitura de páginas na internet, documentos em editores de texto como Word e arquivos PDF.

NVDA

Esse software também é um leitor de tela, disponível em versão Windows. Como possui código aberto, pode ser estendido por quem quiser e tiver habilidade em ampliar suas funções.

Orca 

Trata-se de um sistema assistivo livre, que utiliza diversas combinações de Braille, ampliação e fala. Por meio dele, pode-se navegar na web, receber e enviar e-mails, editar planilhas e até mesmo ouvir rádio.

O sistema está disponível em versão Linux, Solaris e Unix. Por ser código aberto, também pode ser utilizado em outras aplicações.

Virtual Vision

Esse é outro leitor avançado de tela, disponível em versão para Windows. O software busca em outros programas o que pode ser lido, podendo ser utilizado em quase todos os outros aplicativos. Não há a necessidade de qualquer tipo de alteração no computador para utilizá-lo. Além disso, a ferramenta também pode ser utilizada para a leitura de sites na internet.

Saiba quais tecnologias auxiliam alunos com deficiência auditiva

Para as pessoas com deficiência auditiva, também existem algumas ferramentas que facilitam a sua comunicação e entendimento. Confira algumas delas, a seguir.

Plaphoons

Esse é um software gratuito, que conta com um sintetizador de voz. Permite a utilização de figuras que representam ações, sentimentos etc, por meio das quais o usuário é capaz de formular sentenças. O software funciona em Windows, mas conta com uma versão para Android.

Player Rybená

O software Rybená é uma ferramenta que pode ser utilizada por pessoas com deficiência auditiva, visual e motora, e por aqueles que tenham dificuldade de leitura.

A ferramenta converte com eficiência quaisquer documentos ou artigos em língua portuguesa para Libras, ou faz a leitura do texto para as pessoas que tenham a deficiência visual. Além disso, oferece suporte a documentos em formato DOC e PDF, e está disponível em versões Android e iOS.

Conheça as tecnologias para alunos com deficiência motora

Há também ferramentas voltadas para as pessoas com deficiência motora. Confira algumas, a seguir.

Classic Tobii Gaze Interaction Software

Trata-se de um aplicativo cujo acesso pode ser feito apenas com o movimento dos olhos. É ideal para pessoas com deficiências motoras severas.

O software conta com um rastreador ocular, que permite o acesso total ao computador, sem necessidade de mouse ou teclado. Está disponível em versão para Windows.

Motrix

O software foi desenvolvido exclusivamente para atender a pessoas com deficiência motora severa, como distrofia muscular ou tetraplegia, por exemplo. Essa ferramenta possui um mecanismo inteligente, que executa a parte motora mais complexa de tarefas, possibilitando ao usuário jogar, escrever, ler e se comunicar.

Saiba quais são os desafios da educação inclusiva no Brasil

Com base no Plano Nacional de Educação, aprovado pela Lei nº 13.005 de 2014, a meta é de que haja a inclusão de todas as pessoas de 4 a 17 anos que sejam portadoras de necessidades especiais até 2024. A tecnologia é uma grande aliada para que essa meta seja atingida.

Por meio da utilização de tecnologias inclusivas aliada à capacitação dos educadores, a educação poderá, finalmente, alcançar a todos sem qualquer tipo de restrição.

Atualmente, o uso da tecnologia na educação especial contribui para que muitas pessoas portadoras de necessidades especiais ganhem independência em muitas áreas. Há inúmeros recursos tecnológicos disponíveis e que atendem às diferentes necessidades. Isso permite que eles possam ser utilizados na escola como um aliado à educação inclusiva.

Gostou do nosso artigo sobre como a tecnologia auxilia na inclusão escolar? Então, assine a nossa newsletter e receba o nosso conteúdo diretamente em seu e-mail!

educação inclusiva