fbpx

EAD: Saiba como aumentar sua produtividade usando a tecnologia5 min read

As medidas de isolamento social têm sido usadas no mundo inteiro como a maneira mais eficiente de combate ao novo coronavírus, protegendo as crianças e famílias da doença, que infelizmente ainda não possui vacina. No entanto, mesmo com a quarentena, o calendário escolar precisa ser mantido para evitar atrasos nos estudos, o que significa que esse ano tem proporcionado aos alunos e professores a experiência de aulas a distancia (o famoso ensino EAD) através da internet, com suas vantagens e desafios.

Quando usadas corretamente, as tecnologias podem ser grandes aliadas na didática e aprendizado de todas as faixas etárias, mas também pode ter alguns empecilhos: Problemas técnicos interrompendo as aulas, distrações e falta de engajamento, problemas de organização, e falta de equipamento. A boa notícia é que com algumas dicas simples, porém efetivas, tudo isso pode ser remediado.

Antes de começarmos, vale salientar que a maior parte dos problemas relacionados a travamentos durante videoaulas ou ameaças de vírus que prejudicam o computador podem ser resolvidas otimizando a conexão à internet, por isso, certifique-se de: Conectar à rede via cabo Ethernet sempre que possível, ajustar o roteador para as melhores configurações e com senha forte, conhecer e utilizar uma VPN para Windows PC, e ativar a proteção contra malware (como o Windows Defender).

Melhorando as chamadas de vídeo no EAD

Uma das atividades extremamente importantes e comuns no ensino EAD é  a videoconferência, permitindo que professores e alunos interajam em tempo real, processo fundamental para a eliminação de dúvidas e feedback dos alunos. Confira algumas maneiras de melhorar a qualidade de suas chamadas:

Webcam pelo smartphone

Caso você não possua computador com câmera, ou caso a qualidade do vídeo não seja tão boa, saiba que é possível evitar os atuais preços abusivos de webcams aproveitando-se da câmera de alta definição que já existe em seu celular ou tablet. Para isso, basta buscar na App Store ou Google Play os aplicativos de câmera WiFi, muitos gratuitos, que permitem que o celular apareça como câmera em seu computador. Entre eles, podemos citar o iVCam, EpocCam, DroidCam, Iriun e ACam Live.

Melhorias de som

O principal fator de qualidade em uma chamada é o som. Por isso, é importante conhecer algumas dicas importantes. É fundamental o uso de fones de ouvido, pois caso contrário, o software de chamadas precisa empregar o cancelamento ativo de ruído para evitar eco. Essa técnica causa distorções no som e chiados durante a chamada.

Se possível, também mantenha o microfone longe do teclado, mas próximo à boca. O microfone de lapela, aquele que fica abotoado à roupa, pode ser encontrado por preços acessíveis na internet.

Além disso, se notar sons de estouro ao pronunciar palavras que começam com P ou B, é possível resolver o problema envolvendo o microfone em tecidos de malha fina. Uma meia-calça é um bom exemplo. Ela ajuda a filtrar as ondas sonoras evitando o problema. Essa dica pode ser muito útil para professores gravando vídeo aulas. Já que em vídeos as distorções do som podem ser extremamente distrativas.

Diminuindo o cansaço visual no EAD

Outro impacto das atividades por EAD para os docentes e alunos é o maior tempo diante das telas de computador. Estudos apontam que a luz azul interrompe o ciclo circadiano e pode aumentar o risco de depressão e insônia.

Para resolver isso, é importante organizar períodos de descanso visual longe de aparelhos eletrônicos. Para as situações em que isso seja inevitável, ou para estudos durante o fim da tarde e noite, existem alternativas. Ferramentas de redução da luz azul que deixam a tela do computador ou celular com tons quentes, evitando o problema. No Windows 10, Android e iPhone, o próprio sistema já possui esse recurso, com os nomes de Night Shift, Modo Noturno e Modo de Baixa Luz. No Windows 7 ou computadores com Linux, basta instalar o programa F.lux e configurar o horário desejado para ativação do programa.

Gerenciando projetos e arquivos

Por fim, vale a pena discutir formas mais práticas de criar e editar documentos, armazená-los com segurança e compartilhar em projetos em grupo.

Armazenamento na nuvem

Os serviços de armazenamento em nuvem permitem que arquivos sejam salvos de forma segura em um servidor,. Eles são sincronizados automaticamente entre seus dispositivos, e até compartilhados com contatos autorizados. Para professores e alunos, muitos desses serviços oferecem descontos educacionais. Até mesmo a versão grátis possui uma boa quantidade de armazenamento. As opções são inúmeras, com custo-benefício variável, as mais comuns são o Google Drive da Google, OneDrive da Microsoft, iCloud Drive da Apple e Dropbox.

Office em tempo real

Outra novidade tecnológica é a possibilidade de editar um documento simultaneamente com outras pessoas. Isso é ideal para trabalhos em grupo entre os alunos, ou para aulas práticas com professores. A suíte online Google Docs oferece esses recursos gratuitamente, e pode ser acessada pelo navegador. Já a versão mais recente do Microsoft Office, através da assinatura Office 365, também dispõe desses recursos de colaboração.

Conclusão

As ferramentas digitais podem facilitar a vida de professores e alunos. Elas permitem que os estudos continuem no formato EAD em que vivemos. Por isso, é importante sempre manter-se atualizado sobre os novos recursos que ajudam na produtividade e segurança para o home office. Para os professores, veja dicas ainda mais específicas sobre como gravar suas videoaulas.