desempenho

Estratégias infalíveis para melhorar o desempenho dos alunos7 min read

Se você deseja que sua escola se destaque pela qualidade, algumas atitudes são fundamentais. Com as ações para melhorar a aprendizagem dos alunos, os professores e os demais agentes da educação conseguem se adaptar a uma realidade que exige práticas pedagógicas cada vez mais inovadoras.

Isso acontece porque a relação de ensino-aprendizagem vai muito além da simples transmissão de conteúdo. Na verdade, os bons resultados aparecem quando as estratégias de ensino correspondem às experiências dos alunos, facilitando a interpretação dos assuntos e aumentando a atenção da turma durante as aulas.

Se o desafio é falar a linguagem do aluno contemporâneo, existem estratégias e preocupações que a gestão escolar precisa colocar em prática. Nesse sentido, veja quais são nossas dicas a seguir!

Capacite o time de professores

Alunos com desempenhos excelentes provêm quase sempre de educadores talentosos. Isso significa que os professores precisam dar continuidade a seus estudos para que sejam capazes de inspirar os alunos de uma geração que nasceu praticamente conectada.

Professores modernos e bem-preparados estão cientes da importância de lidar com temas delicados, como o racismo, o bullying no ambiente escolar e a depressão, além de capacitados para explorar as novas interfaces e estratégias pedagógicas que contribuem para uma relação harmônica com os alunos.

Por isso, investir na formação do professor significa investir no desempenho dos alunos. Auxílio a profissionais que fazem cursos de especialização na área de educação, cursos livres, palestras, reuniões e a liberdade para desenvolver as aulas com base no currículo escolar são algumas das posturas que a gestão escolar precisa adotar atualmente.

Explore as mídias digitais

Os agentes de mudança são aqueles apaixonados pelo que fazem e impulsionam os demais a fazer parte das transformações. As inovações estão sempre surgindo e é preciso ter um pé no futuro para ensinar de formas diferentes. A tecnologia se tornou uma forte aliada para melhorar a aprendizagem dos alunos.

Diversos recursos estão à disposição dos professores para tornar as aulas mais dinâmicas e interessantes. Realizar trabalhos escolares com a ajuda da web wik e dos blogs são ótimos exemplos.

Uma wiki é um documento on-line que pode ser editado colaborativamente e tem o objetivo de expor definições e explicações claras sobre os mais diferentes assuntos. Uma wiki pode ser acessada normalmente por meio dos sites de busca, como o Google, sendo a Wikipédia a mais famosa da atualidade.

O blog é outra plataforma gratuita que pode ser usada em atividades em grupo e estimular a curiosidade dos alunos. Outro bom caso de recursos tecnológicos em sala de aula é o uso dos celulares para acelerar a busca por conhecimento. A internet é onde boa parte dos estudantes vai à procura de ajuda para fazer lições de casa. Logo, por que não mostrar na prática como evitar as armadilhas da pesquisa no ambiente virtual?

Aposte em atividades extracurriculares

Uma das discussões mais calorosas que percorre o mundo literário é se Bentinho traiu ou não Capitu no romance Dom Casmurro, de Machado de Assis. Já pensou em dividir uma turma em dois lados e propor que cada grupo sustente argumentos para defender, de um lado, que Capitu traiu Bentinho e, do outro, que Capitu não traiu Bentinho?

Essa dinâmica não só leva os alunos a lerem um dos mais célebres romances da literatura brasileira, mas a treinarem estratégias retóricas e argumentativas. Basta que os professores usem a criatividade para criar atividades extracurriculares que estimulem diferentes áreas do conhecimento e potencializem o aprendizado.

O cultivo de um pequeno jardim no espaço escolar pode ser uma forma de ensinar diferentes assuntos da Botânica e explicar a noção de sustentabilidade para os alunos. Outro bom caso são avaliações com base em passeios escolares. Áreas arqueológicas em preservação, por exemplo, são grandes fontes de ensino para professores de História e Geografia.

Garanta a aplicação frequente de simulados

Um dos desafios da gestão escolar para melhorar a aprendizagem dos alunos é a aplicação periódica de simulados, além de uma correção rápida das provas e um balanço dos resultados. Isso não acontece em muitas escolas, pois a maioria utiliza o processo manual de correção, o que também impede uma avaliação geral precisa.

Para otimizar o tempo de correção e obter números precisos sobre os simulados, sua escola pode investir em um sistema para gestão escolar. Por meio dessa ferramenta, você tem à disposição uma análise dos simulados em tempo real, que pode ser acessada por professores e alunos, além da leitura e correção automatizada dos gabaritos.

É a oportunidade de elevar o nível de exigência e modernidade do seu sistema de ensino. A escola consegue aumentar a frequência dos simulados, evitar erros humanos nas correções e otimizar o tempo dos professores. Com as análises, é possível acompanhar o desempenho dos alunos e buscar alternativas de melhora.

Ajude o aluno a mudar sua mentalidade sobre os estudos

Faça com que os professores de sua instituição incorporem em suas aulas estratégias de ensino centradas em pesquisa. Assim, os alunos descobrem as inovações que vêm ocorrendo em todas as áreas e aprendem a ser autodidatas e a ensinar os colegas de classe. Afinal, o professor também deve ensinar os alunos a aprender.

Essa estratégia também ajuda os alunos na aplicação prática dos assuntos abordados em sala de aula. Afinal, a pesquisa se centra em entender a realidade. Nesse sentido, expandir os assuntos para além das provas e discussões e trazê-los para o cotidiano deixa os estudantes mais interessados, o que se reflete no bom desempenho em avaliações.

Aprender pode ser um hábito divertido! A escola tem o dever de desconstruir a imagem rígida e pouco atrativa que se construiu em torno do aprendizado durante muito tempo, principalmente com os modelos de ensino centrados na transmissão de conteúdo que enxergavam o aluno como alguém passivo e pouco influente no desenvolver das aulas.

Invista na transparência com a comunidade escolar

Com base em dados precisos e claros, garanta uma boa comunicação interna, ou seja, permita que alunos, pais e professores fiquem por dentro das novas ações para melhorar os desempenhos dos alunos da escola. Dessa forma, torna-se uma responsabilidade de todos fazer com que as novas metas se tornem realidade.

As mudanças nem sempre são fáceis. Novos métodos de avaliação e atividades que impactam a grade curricular podem pegar os alunos e até o corpo docente de surpresa. Boa parte desse problema vem de uma eventual falta de transparência por parte da direção. Por isso, é fundamental integrar, com antecedência, a comunidade escolar às alterações.

Panfletos, cartazes em quadro de avisos, reuniões de pais e mestres, avisos em sala de aula, entre outras estratégias podem ser usadas para deixar todos atualizados. Tudo isso cria um sentimento de pertencimento entre os alunos, além de fortalecer o compromisso que a escola tem com a constante evolução da relação de ensino-aprendizado em sala de aula.

Essas são algumas ações para melhorar a aprendizagem dos alunos. Para acompanhar as mudanças em sua instituição, obtenha um software de gestão escolar com o que há de mais atual no mercado. Com um leque de funcionalidades à disposição, a direção passa ter mais tempo para melhorar a área pedagógica, além de ter dados precisos para embasar decisões que impactam a rotina da escola.

Gostou das dicas? Continue a visita ao nosso blog para entender melhor o papel da infraestrutura no desenvolvimento dos alunos.