dezembro 2015

O gestor desempenha um papel vital em uma instituição de ensino. Os professores são aqueles que ficam na linha da frente, porém, o sucesso ou fracasso deles advém, em grande parte, do desempenho de uma gestão escolar moderna. Devido a isto, qualquer instituição de ensino precisa ser comandada por um gestor competente e criativo, consciente das mudanças mundiais na área pedagógica e que esteja em busca constante de aperfeiçoamento, para conseguir reter, bem como captar novos alunos. Como ser este administrador em constante evolução, capaz de motivar docentes e discentes e vencer a concorrência?

A educação inclusiva é uma realidade atualmente, e isso é muito bom. Trabalhar com portadores de necessidades especiais traz benefícios aos alunos especiais, aos demais alunos e aos professores. Essa interação gera crescimento das habilidades cognitivas e emocionais. Porém, para alguns educadores, esse processo pode ser meio assustador, pois ao adentrar em uma sala de aula e ter o primeiro contato com os alunos especiais, nem sempre o educador sabe como lidar com ele, e sente-se despreparado, sem saber ao certo como será a aprendizagem e a interação com estes alunos. Surge também a dúvida a respeito de qual tipo de necessidade especial determinado aluno possui, e isso pode causar certo desconforto, e o próprio aluno pode sentir-se ansioso, quando não conhece o professor. Descrevemos aqui um meio da escola minimizar estes sentimentos. Saiba como: